segunda-feira, 22 de maio de 2017

Minhas palavras...

Ó SENHOR, controla a minha boca e não me deixes falar o que não devo! Salmos 141.3
Em sua oração, o salmista Davi ora a Deus pedindo força para vencer a tentação. Ele pede a Deus o poder para manter puro o seu coração, evitar a prática do mal, refrear a suas participações dos luxuosos prazeres e para aceitar a repreensão dos justos; mas da um destaque especial no texto o qual destacamos: controla a minha boca e não me deixes falar o que não devo!
Mesmo sofrendo perseguições o rei Davi pediu sabiamente a Deus que o ajudasse a controlar sua boca e não viesse a maldizer. Esta é uma pratica de excelênciaO Senhor Jesus, com todo seu poder permaneceu em silêncio diante dos seus acusadores. Mas Jesus ficou calado... Mateus 26.63.
Conhecendo o poder da língua, faremos bem se pedirmos que Deus guarde nossa boca.
Tiago escreveu: É isto o que acontece com a língua: mesmo pequena, ela se gaba de grandes coisas. Vejam como uma grande floresta pode ser incendiada por uma pequena chama! Tiago 3.5.
Em média, uma pessoa abre sua boca aproximadamente 700 vezes por dia para falar.
De que forma você tem usado suas palavras?
Que as nossas palavras sejam de bênçãos, espalhe a paz e harmonia, honrando a Deus e a outros.

Que as minhas palavras e os meus pensamentos sejam aceitáveis a ti, ó SENHOR Deus, minha rocha e meu defensor! Salmos 19.14

Deus nos abençoe
Pr. Luis Freitas

0 comentários:

Postar um comentário