quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Meu melhor amigo

É melhor a crítica franca do que o amor sem franqueza.
"O amigo quer o nosso bem, mesmo quando nos fere; mas, quando um inimigo abraçar você, tome cuidado!"  Provérbios 27.5-6


Um dia dois amigos deram de cara com um urso. O primeiro se salvou escalando uma árvore, mas o outro, sabendo que não ia conseguir vencer sozinho o urso, se jogou no chão e fingiu-se de morto.
O urso se aproximou dele e começou a cheirar sua orelha, mas, convencido de que estava morto, foi embora.
O amigo começou a descer da árvore e perguntou: O que o urso estava cochichando em seu ouvido?
Ora, ele só me disse para pensar duas vezes antes de sair por aí viajando com gente que abandona os amigos na hora do perigo.            

Moral da história: A desgraça põe à prova a sinceridade e a amizade. 
(Fábula de Esopo).


Quem prefere as feridas de um amigo aos beijos de um inimigo?

Normalmente gostamos de ouvir palavras doces que “acalentam a alma”, mesmo sabendo que nem sempre são verdadeiras.

O verdadeiro amigo lhe deseja o bem, por isso, tem que falar a verdade e às vezes, dar um conselho que desagrade suas expectativas; mas você sabe que é para seu bem.
Um inimigo, ao contrário, pode sussurrar palavras doces e direcioná-lo para a ruína.
Jesus se coloca como o melhor amigo que qualquer pessoa pode ter e por dizer verdades duras, foi rejeitado, repudiado, mas por fim são palavras que promovem alívio e salvação para seus verdadeiros amigos.

Ninguém tem mais amor pelos seus amigos do que aquele que dá a sua vida por eles. João 15.13

A tendência é ouvir somente o que queremos, ainda que um “inimigo” esteja falando. Contudo, o conselho de um amigo é muito melhor, mesmo que seja o que não queiramos ouvir! Pois:
O amigo ama sempre e na desgraça ele se torna um irmão. Provérbios 17.17
Jesus o nosso melhor amigo.

Deus te abençoe

Pr. Luis Freitas

segunda-feira, 18 de junho de 2018

A gratidão cai bem!


Que a gratidão de vocês seja o sacrifício que oferecem a Deus, e que vocês deem ao Deus Altíssimo tudo aquilo que prometeram! Salmos 50.14

Existe uma história entre os judeus para repreender a ingratidão e a avareza, praticada por um bom número deles.

Certo judeu perdeu a sua carteira recheada de dinheiro numa pequena rua de Jerusalém, sua cidade natal. Um cavalheiro rico e honesto encontrou a carteira numa ruazinha da cidade. Sem necessidade de usar aquele dinheiro, colocou um anúncio no jornal dali, convidando o dono da carteira a vir buscá-la.  O verdadeiro dono, ao ler o anúncio foi até a mansão do rico senhor; ao ser identificado, recebeu de volta a carteira com todo o dinheiro perdido. O judeu ao receber a carteira, começou imediatamente a contar o dinheiro. Contou uma vez, duas, três vezes. O homem que achara a carteira se constrangeu, imaginando que faltava dinheiro ao judeu, ainda que estivesse certo que, da referida carteira não houvesse apanhado nenhum tostão. O judeu já ia contar o dinheiro pela quarta vez, quando aquele senhor perguntou-lhe o que estava acontecendo? Falta algum dinheiro? O judeu respondeu: "E os juros, onde estão?”.

Estórias a parte, mas no Velho Testamento;

O povo de Israel, fora muito favorecido por Deus.

Ele abriu o Mar Vermelho, diante deles, na hora mais crucial e perigosa, e eles passaram em terra seca pelo meio do mar.

Por quarenta anos, caminharam no deserto e receberam, caídos do Céu, o maná, com sabor semelhante de bolos amassados com azeite.

Deus os protegeu com uma nuvem densa e escura contra o escaldante sol do dia, e uma tocha acesa para iluminar as noites escuras.

O povo de Israel, com seus filhos e gados, fartavam-se nas águas vertidas milagrosamente das rochas.
As roupas e os calçados não se envelheceram, e as doenças não chegavam ao povo santificado e feliz.

Receberam terras férteis e próprias para o cultivo de cereais, e criação de gado.

Apesar de todas as bênçãos esqueceram-se rapidinho do verdadeiro Deus, desprezaram seus ensinos e suas ordens, tornaram-se escravos dos deuses pagãos, destituídos de poder e vida.

Ignoraram todos os benefícios outrora recebidos. Quanta ingratidão!

O quanto você é grato? A Deus, aos pais, Irmãos, amigos e aos que te beneficiaram. Pense!

A gratidão cai bem!
Seja grato!

Deus te abençoe
Pr. Luis Freitas

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Olhando para cima

Olho para os montes e pergunto: “De onde virá o meu socorro? ” O meu socorro vem do SENHOR Deus, que fez o céu e a terra. Ele, o seu protetor, está sempre alerta e não deixará que você caia. Salmos 121.1-3

Quando carregamos peso sobre os ombros somos obrigados abaixar a cabeça; infelizmente temos recebido uma grande sobre carga de problemas e preocupações que nos sobrecarregam, fazendo-nos olhar constantemente para o chão.
Aprendi uma preciosa lição com o mundo animal da qual podemos tirar grande proveito.
  
“Se você colocar um falcão em um cercado de um metro quadrado e inteiramente aberto em cima ele se tornará um prisioneiro, apesar de sua habilidade para o voo, ele não olha para cima e precisa de espaço para correr antes de voar”.
O morcego, criatura notavelmente ágil no ar, não pode sair de um lugar nivelado. Só consegue olhar para baixo. Se for colocado em um piso plano tudo que ele conseguirá fazer é andar de forma confusa, dolorosa, procurando uma elevação de onde possa se lançar.
Um zangão, se cair em um pote aberto ficará lá até morrer, pois não vê a saída no alto, por isso, persiste em tentar sair pelos lados, próximo ao fundo. Procurará uma maneira de sair onde não existe nenhuma, até que se destrua completamente de tanto atirar-se contra as paredes do vidro.

Infelizmente existem muitas pessoas que estão cansadas, olhando para o chão devido o peso das “grandes cargas que este mundo coloca sobre seus ombros” e como o falcão, o morcego e o zangão; atiram-se desesperadamente contra os obstáculos, sem perceber que a saída está logo acima. É de lá que vem o socorro, do Senhor que fez o Céu e a terra.

Olhe para o alto e peça a Jesus que nos disse: Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. Mateus 11.28.

Olhe para cima.

Deus te abençoe

Pr. Luis Freitas

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Controle sua lingua

É muito importante saber usar bem as palavras, pois tudo que dizemos acaba afetando alguém.
A bíblia é rica em ensinamentos sobre o controle da língua, tanto o bom uso que devemos praticar como o mau uso, que devemos desprezar.

Como água fresca no calor do tempo da colheita, assim o mensageiro de confiança reanima quem o mandou.Provérbios 25. 13.

Para aqueles que sabem controlar a língua é fácil ter sabedoria, pensam antes de falar e dar conselhos sábios; dizem sempre a verdade enquanto procuram encorajar a outro. Estes sabem quando o silêncio é melhor que as palavras. Quanto mais você fala, mais perto está de pecar; se você é sábio, controle a sua língua. “... O homem prudente prefere ficar calado. Provérbios 10.19; 11.12.

Já os que fazem mal uso das palavras, “tem a língua solta”, estão cheio de motivações erradas, visão a fofoca, a calúnia e desejam distorcer a verdade, dizendo mentiras, maldições que podem levar a outros ao desanimo, tristeza e até a destruição.

Assim como o vento norte traz chuva, os mexericos trazem ódio. Provérbios 25.23

Então diante destas orientações o que você decide fazer?

Sua opção e declaração pessoal são muito importantes, pois pode te ajudar a engolir falas indevidas, quando começarem sair de sua boca.

Controlar a língua não é tarefa fácil, mas você consegue,

Deus te abençoe

Pr. Luís Freitas 

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Ter a visão de Deus

O Velho Testamento refere-se ao profeta Elizeu como um grande homem de Deus. Certa vez ele foi acusado de espionagem pelo rei inimigo o qual prometeu matá-lo, assim foi enviado um grande exercito com homens, cavalos e carros de guerras para capturá-lo, quando o ajudante de Elizeu o viu ficou desesperado e correu, entrou em sua casa e avisou Elizeu, o qual respondeu:-
Não tenha medo, pois aqueles que estão conosco são mais numerosos do que os que estão com eles.
2 Reis 6.16
No entanto estava apenas o patrão e ele; será que o profeta estava em delírio?
Não ele tinha algo que faltou ao seu ajudante e que falta a muitos de nós “A VISÃO DE DEUS”.
Então (Elizeu) orou assim: —Ó SENHOR Deus, abre os olhos do meu empregado e deixa que ele veja! Deus respondeu à oração dele. Aí o empregado de Eliseu olhou para cima e viu que ao redor de Eliseu o morro estava coberto de cavalos e carros de fogo. 2 Reis 6.17
O resultado é: Elizeu foi protegido pelo exército do Senhor, a “solução veio do alto”, Deus cuidou do profeta.
Infelizmente muitas vezes fugimos de nossos inimigos que nos ameaçam, olhamos para o tamanho do exército, damos uma “olhadela” para nossa força, nos sentimos fracos e batemos em retirada, fugimos nos lamentando.
Não podemos esquecer que o Deus que está conosco e quem nos dá a vitória.
Os homens aprontam os cavalos para a batalha, mas quem dá a vitória é Deus, o SENHOR. Provérbios 21.31
Então: “Não diga a Deus o tamanho de seus problemas (Ele já sabe muito bem), diga aos seus problemas o tamanho do seu Deus todo poderoso”.
Diante das lutas, provas e dificuldades, não fique olhando e imaginando o que você pode fazer, mas veja pela fé e saiba o que Deus pode fazer por você.

Creia no poder de Deus

Que o Senhor te Abençoe

Pr. Luis Freitas 

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Descansando no poder de Deus

Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecidoE a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Filipenses 4.6-7

Um médico psiquiatra analisou as preocupações características de seus pacientes e verificou que 40% deles estavam preocupados com coisas que nunca iriam acontecer; 30% estavam preocupados com coisas acontecidas no passado; 12% tinham medo de perder a saúde, embora sua única doença estivesse na imaginação. Os outros 18% tinham outras preocupações, mas o médico descobriu que em geral, elas não tinham qualquer fundamento.

Imagine nunca ter que se preocupar com coisa alguma coisa. Isso parece impossível!  Todos nós temos preocupações em nosso trabalho, em nosso lar e na escola. O conselho que encontramos na bíblia é que devemos transformar nossas preocupações em oração. Você gostaria de se preocupar menos? Então ore mais! Sempre que começar a se preocupar, pare e ore. Isto promoverá em você a paz de Deus que é diferente da paz que vemos neste mundo. A verdadeira paz não se encontra nos pensamentos positivos, na ausência de conflitos ou nos bons sentimentos. Ela vem de saber que Deus está no controle de todas as coisas.
Você pode estar muito doente, atravessando uma crise financeira, de relacionamento, ou qualquer outra dificuldade, porem se a paz de Deus estiver com você, estará também à esperança e a tranquilidade que somente Deus pode dar. E assim em Cristo podemos alcançar a vitória também sobre a ansiedade.
É muito bom saber que nossa vida está nas mãos do Deus que habita nosso coração e controla todo nosso viver.
Podemos então Descansar no poder de Deus.

Deus te abençoe
Pr. Luis Freitas